domingo, 9 de junho de 2013



"Emil Sinclair é um jovem atormentado pela falta de respostas às perguntas que faz sobre sua existência. Dividido entre o mundo ideal e o real, ele tem que experimentar um pouco dos dois para tentar descobrir sua verdadeira personalidade. Percorrendo este caminho perigoso, ele mergulha no mundo do crime, influenciado por Max Demian, um colega de classe precoce e envolvente. Sinclair, então, se rebela contra as convenções sociais e descobre não apenas o doce sabor da independência mas também seu poder de praticar o bem ou o mal. "

 

Demian talvez seja o livro que mais identifica a natureza mística do escritor alemão Hermman Hesse, uma vez conhecendo sua bibliografia sabe-se que todo esse existencialismo é uma constante na literatura de Hesse, e nesse livro o tema é abordado através da vida de um jovem garoto que cresce na busca de um propósito para a sua vida e respostas para suas perguntas. Sinclair é apenas um menino no início da história e Demian surge como um colega de classe misterioso, cheio de lições que o ajudam a sair de uma situação dramática de perseguição. É sempre presente o questionamento da moral, sobre o que é ou não lícito para um homem de sabedoria, o que é certo ou errado e se existe certo ou errado, resgatando a leitura de Nietzsche, uma grande influência desse escritor.

"Queria apenas viver aquilo que brotava espontaneamente de mim. Porque isso me era tão difícil?"
 

Ao longo da história Demian e Sinclair vão ficando cada vez mais próximos até que a vida os separa, entretanto continuam se comunicando através de cartas reveladoras que interferem no pensamento e na vida de Sinclair. O garoto cresce, e ganha o respeito das pessoas ao redor como um sábio, um excêntrico, mas apesar disso é incapaz de ajudar a quem tem problemas, por acreditar que cada caminho é único e que cada pessoa deve ser responsável por suas escolhas.      

"Por esses dias, o 'acaso', conforme se diz, conduziu-me a um estranho refúgio. Mas o acaso não existe. Quando alguém encontra algo de que verdadeiramente necessita, não é o acaso que tal proporciona, mas a própria pessoa; seu próprio desejo e sua própria necessidade a conduzem a isso."

Demian revela-se um guia que Sinclair segue para dar continuidade a sua incessante busca, e no final o personagem finalmente encontra o que procura, a si mesmo. É um livro fácil de ler, uma trama permeada de desafios para o personagem principal, mas exige uma mente aberta a novos conceitos e realidades, que esteja livre para um pensamento crítico e filosófico.

Uma excelente leitura para todos.
Postagem mais recente
Previous
This is the last post.

4 comentários:

  1. OIee! Também adorei aqui...tudo tão organizadinho. Já estou seguindo também!
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela vista Paloma.
      Tentando manter cada coisa no seu lugar, mas é difícil... hehehehe
      Bjs

      Excluir
  2. gostei do texto. bela resenha, da vontade de ler o livro.
    ah tempo. hehehe

    o blog ficou bem charmoso.

    bola pra frente!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Dhenis!
      Vc é sempre bem-vindo, amigo.
      Abraço.

      Excluir